Perguntas e respostas da Mayo Clinic: Crianças e a ansiedade relacionada a tempestades

ESTIMADA MAYO CLINIC: meu filho de 6 anos fica ansioso e agitado sempre que há tempestades. Percebi que esse comportamento se tornou mais frequente desde quando precisamos sair da nossa casa por alguns dias no ano passado devido a um furacão iminente. O que posso fazer para ajudar meu filho a superar o medo de tempestades? Ele sempre pergunta sobre a previsão do tempo quando saímos de casa, e se o céu escurece, ele pergunta se precisamos nos abrigar para ficarmos seguros. Devo me preocupar? Devo marcar uma visita com um psicólogo/terapeuta?

RESPOSTA: é comum que crianças da idade de seu filho tenham medo de tempestades. Certamente, ter que sair de sua casa devido a um furacão foi provavelmente difícil, mas você pode tomar medidas que podem aliviar a ansiedade dele. Se você perceber que o medo de tempestades não melhora ou se a ansiedade começar a interferir no dia a dia, leve-o para conversar com um terapeuta ou psicólogo.

Durante uma tempestade, é comum que uma criança busque o conforto de um dos pais. Tempestades podem ser assustadoras. Para crianças particularmente sensíveis a ruídos ou a luzes, trovões e relâmpagos podem ser particularmente desafiadores. Para algumas crianças que tem um medo significativo de tempestades, o problema não é tanto a tempestade em si, mas a expectativa de que a tempestade está chegando. A expectativa pode causar estresse e ansiedade constante.

De acordo com sua descrição, muitas crianças como seu filho hesitam em sair de casa caso achem que podem ficar presos em uma tempestade. Eles podem tentar evitar realizar atividades ao ar livre. O estresse pode atrapalhar outros aspectos da vida, como trabalhos escolares, porque o medo dificulta a concentração. Isso pode desgastar também os pais, pois os filhos procuram garantias constantes de que não haverá uma tempestade.

Há várias coisas que você pode fazer para tentar aliviar o medo de seu filho.

Para algumas crianças, é reconfortante saber que há um plano para se manter em segurança em caso de tempestade. Converse com seu filho sobre o que sua família fazia antes e como isso sempre os manteve seguros. Conte o que vocês costumavam fazer durante as tempestades, mesmo quando estavam ao ar livre ou longe de casa. Tranquilize-o de que vocês farão todo o possível para mantê-lo seguro. Se o seu filho passou por uma experiência assustadora, como ter que sair de casa, fale sobre como isso foi assustador e como vocês lidaram como família com tudo isso e explique o que você fará se isso ocorrer outra vez.

Saber o que pode acontecer também pode ajudar. Livros, sites ou outros recursos são bons lugares para seu filho aprender mais sobre o clima. Aprender sobre o clima e entender as causas das tempestades pode ajudar a aliviar a ansiedade de algumas crianças. Tome cuidado para que as fontes que você escolher se concentrem nas tempestades em si, em vez da destruição que elas podem causar. Da mesma forma, quando você estiver acompanhando as notícias sobre as tempestades, preste atenção àquilo que seu filho pode estar ouvindo.

Tente ajudar seu filho a diminuir os “comportamentos de segurança”. Esses são os comportamentos que o fazem se sentir um pouco melhor, mas na verdade não tem utilidade para mantê-lo seguro. Esses comportamentos podem incluir desde a preocupação constante com a previsão do tempo até perguntas sobre quando vocês irão para um abrigo. Quando as crianças apresentam esse comportamento, isso as impede de aprender que podem lidar com a ansiedade relacionada à incerteza. À medida que esses comportamentos vão desaparecendo, as crianças percebem que não é possível saber exatamente o que vai acontecer, e normalmente as coisas acabam bem.

Ao encontrar formas de ajudar seu filho a lidar com o medo, lembre-se de que é importante apoiá-lo e encorajá-lo. Nunca castigue ou desmereça uma criança por estar com medo.

Se mesmo após essas tentativas, o medo persistir, piorar ou se tornar angustiante para você, é hora de procurar ajuda profissional.

A terapia para a ansiedade relacionada a tempestades consiste em ajudar as crianças a enfrentar o medo. Isso pode começar simplesmente ao falar sobre as tempestades. A terapia pode progredir para a leitura de histórias sobre tempestades e assistir a vídeos de tornados, furacões ou outras grandes tempestades. Eventualmente, isso pode incluir até colocar a criança na chuva ou perto de uma janela em segurança, observando a tempestade.

É obvio que não é possível para o terapeuta invocar uma tempestade para uma sessão de terapia. Em vez disso, fazer um plano para encenar as coisas que as crianças podem fazer para lidar com uma tempestade permite que elas se sintam confiantes de que sabem o que fazer quando a tempestade chegar. Ajudar as crianças a enfrentar gradualmente seus medos dessa forma tem se mostrado eficaz para superar a ansiedade e a preocupação em excesso. Dr. Stephen Whiteside, Psicologia, Mayo Clinic, Rochester, Minnesota

###

Sobre a Mayo Clinic

A Mayo Clinic é uma organização sem fins lucrativos comprometida com a inovação na prática clínica, educação e pesquisa, fornecendo compaixão, conhecimento e respostas para todos que precisam de cura. Visite a Rede de Notícias da Mayo Clinic para obter mais informações sobre a Mayo Clinic. Para obter informações sobre a COVID-19, incluindo a ferramenta de rastreamento Mapa do Coronavírus (Coronavirus Map) da Mayo Clinic, que tem previsão de 14 dias sobre as tendências da COVID-19, visite o Centro de Recursos para COVID-19 da Mayo Clinic.