Estudo da Mayo Clinic pede que familiares de pacientes com doença celíaca sejam examinados

ROCHESTER, Minnesota — Pais, irmãos e filhos de pessoas com doença celíaca têm alto risco de também terem a doença, de acordo com um estudo da Mayo Clinic. O estudo pede que todos os familiares de primeiro grau dos pacientes sejam examinados – e não só aqueles que mostram sintomas.

O estudo retrospectivo, que será publicado na Mayo Clinic Proceedings em setembro, descobriu que 44% dos familiares de primeiro grau examinados tinham a doença. Destes, 94% apresentavam sintomas que não eram clássicos ou não mostravam sintoma algum.

“A pesquisa mostrou que familiares de pacientes com doença celíaca têm um risco maior, e nós utilizamos nossos dados da Mayo Clinic para mostrar que exames proativos de familiares de primeiro grau, não importando se eles apresentam sintomas, resultou em diagnósticos que teriam sido perdidos”, disse Imad Absah, M.D,, gastroenterologista pedíatrico da Mayo Clinic e principal autor do estudo.

Doença celíaca é uma reação imunológica ao consumo de glúten, uma proteína encontrada no trigo, no centeio e na cevada, que pode danificar o revestimento do intestino delgado ao longo do tempo. Isso pode levar à má absorção de nutrientes e causar diarreia, fadiga, perda de peso e outras complicações. Não há cura para a doença celíaca, mas os pacientes podem controlar os sintomas com uma dieta rígida sem glúten.

O estudo investigou uma amostra retrospectiva de 104 pacientes diagnosticados com doença cilíaca entre 1983 e 2017, com base nos arquivos da Mayo Clinic e dados registrados de doença celíaca. Os pesquisadores então identificaram 477 familiares de primeiro grau, dos quais 360 foram examinados para descobrir se tinham doença celíaca. Destes, 160 foram diagnosticados com doença celíaca. O período mediano entre diagnóstico do paciente inicial e aquele do familiar foi de menos de seis meses.

Mais exames de doença celíaca para familiares pode prevenir complicações de longo prazo, como deficiências nutricionais, desenvolvimento de novas doenças autoimunes e malignidades do intestino delgado, de acordo com o estudo da Mayo Clinic. Outros estudos também mostraram prevalência de doença celíaca em familiares.

“Gastroenterologistas e clínicos gerais devem perguntar sobre histórico familiar de doença celíaca entre os pais, irmãos e filhos de seus pacientes. E se eles estiverem presentes durante a visita clínica, então deve-se oferecer exames a eles”, diz o Dr. Absah.

Quanto ao exame, Joseph Murray, M.D., gastroenterologista da Mayo Clinic e co-autor, diz que pacientes não devem mudar suas dietas para evitar comidas que contenham glúten antes de serem examinados.

“Esta pesquisa ilustra o porquê de ser tão importante que clínicos gerais e pacientes se mantenham vigilantes com a doença celíaca, especialmente aqueles que têm esse histórico na família”, diz o Dr. Murray.

###

 

Sobre a Mayo Clinic Proceedings
A Mayo Clinic Proceedings é uma publicação médica mensal, revisada por pares, que publica resenhas e artigos originais. A Mayo Clinic Proceedings é patrocinada pela Mayo Foundation for Medical Education and Research como parte de seu compromisso com a difusão de informações para médicos. O periódico é publicado há mais de 90 anos e tem uma circulação de 127.000 exemplares. Visite o site da Mayo Clinic Proceedings para visualizar artigos.

Sobre a Mayo Clinic
A Mayo Clinic é uma orgaização sem fins lucrativos comprometida com a inovação na prática clínica, educação e pesquisa e oferecendo compaixão, conhecimento e respostas a todos que precisam de cura. Visite a Rede de Notícias da Mayo Clinic para obter outras notícias da Mayo Clinic e Veja a Mayo Clinic por dentro para obter mais informações sobre a Mayo Clinic.

 

Contato de imprensa:

  • Sharon Theimer, Relações públicas da Mayo Clinic, 507-284-5005, newsbureau@mayo.edu

scraped from https://www.newswise.com/articles/estudo-da-mayo-clinic-pede-que-familiares-de-pacientes-com-doen-a-cel-aca-sejam-examinados

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *